Qual é o perfil do empreendedor?

Respondendo a um questionamento da leitora, Gilberto Wiesel traça um perfil do empreendedor. Confira:

Questionamento da leitora: Sou formada em nutrição há mais de 10 anos. Desde os tempos de estagiária, trabalho em uma escola prestando consultoria na parte de nutrição, elaboração de cardápio, entre outras funções da minha área. Há algum tempo, tenho pensado em trabalhar por conta própria. Sendo, como dizem, a minha própria patroa. Resolvi elaborar um planejamento, fiz alguns estudos e comecei a tentar vender os meus serviços para escolas, mas como uma empresa que já fornece toda a parte de alimentação, como lanche, almoço, etc. Quase fechei um excelente contrato, cheguei até a pedir demissão da escola que trabalhava – porque eu precisaria fazer visitas e trabalhar presencialmente em alguns momentos da semana – mas, no final, acabou dando errado. Depois disso, tive certo prejuízo com as coisas que já tinha  investido, por que esta parte de alimentação é complicada, tem validade para tudo. Mas ainda tive também sorte de conseguir reverter a situação e não perder o emprego na escola. Com o prejuízo, estou lidando, mas agora me sinto insegura se devo continuar ou não levo jeito para o empreendedorismo. Será que alguma coisa no meu planejamento deu errado?

Resposta: Oi Cinthia, ser empreendedor é bem diferente do que ser funcionário. O perfil do empreendedor é aquela pessoa que gosta de correr riscos e que está disposta até a perder para poder mais tarde conseguir melhores negócios. Não tem horário para nada, sabe suportar os “nãos” que vai ouvir, tem que estar disposto a viver na insegurança até que o negócio decole, ou seja, não tem salário garantido, nem férias, nem certezas, porém, se conseguir vencer os primeiros desafios a tendência é que prospere. Você deve se questionar e fazer uma análise bem consciente daquilo que acredita que pode suportar. Conheço inúmeros casos de pessoas que saíram do emprego que tinham para montar um negócio e não conseguiram ir para frente, tiveram que voltar a ser funcionários.A situação que você colocou acima faz parte do caminho do empreendedor, muitas vezes encontraremos esse tipo de situação, porém, se estivermos seguros do que queremos, daremos um jeito de superar os momentos complicados. À capacidade que temos de suportar os desafios e as dificuldades, sem nunca desistir do objetivo, chamamos de resiliência. Se posso falar um pouco de planejamento, lhe diria para avaliar com muito cuidado o seu perfil. Coloque em panos limpos os prós e contras que terás para ser um empreendedor. Seja honesta consigo, e de posse das respostas, parta para aquilo que lhe trará maior felicidade, independente do quanto você vai ganhar no momento.

Descubra as soluções para a sua empresa

© 2017. Gilberto Wiesel. Todos os direitos reservados.